Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E AGORA ??

O MUNDO VISTO PELOS MEUS OLHOS

REFUGIADOS DO MUNDO SOMOS TODOS

por ARMANDO CORREIA, em 01.10.15

REF.jpg Muito sem tem falado dos refugiados, muito se tem dito sobre a grande crise dos refugiados do mundo, mas o que mais me choca é aquilo que se tem visto, se é verdade que chocou o mundo a imagem daquele menino que sucumbiu nas águas do Mediterraneo, não é menos chocante a imagem constante de milhares de crianças e bébés transportados dias a fio ao colo, sobre condições climatéricas tão diversas.

Aquilo que mais me causa consternação é ter a horrivel sensação de que vejo todos os dias milhares de pessoas em andamento mas que não chegam a lado nenhum, e essa sensação de sentir que as pessoas rumam a lado nenhum causa-me calafrios.

O que vai ser daquelas crianças? até onde chega o limite fisico delas?

Ridiculamente, e mais uma vez culpo a minha santa ignorância, parece-me só ouvir discursos feitos e lobbies que apenas estão preocupados com numeros, quantos recebes tu? e quantos recebo eu? mas incrivel é sentir que no seu intimo muitos dos intervenientes nesses discursos interiormente estão a perguntar, quanto recebes tu por cada um? e quanto recebo eu?

É óbvio que todos nós no nosso intimo temos algum receio da chegada dos refugiados, é óbvio que as vozes mais radicais se levantam porque perguntam, e os nossos? Os mendigos, os pedintes, os sem-abrigo, os toxicodependentes, enfim.

Mas de que se trata aqui afinal?

Eu acho que o que nos falta é humanidade, o que nos falta sentir é aquilo que aquelas pessoas que vagueiam sem rumo sentem, é olhar para os nossos filhos e desejar que nem nos seus piores pesadelos passem por experiencias semelhantes.

O que nos falta é deixarmos de lado os interesses monetários, e assumir com o coração aberto que existem milhares de crianças, mulheres, e até homens que precisam de ajuda, que naquele emaranhado de pessoas há pais e mães que apenas querem salvar os seus filhos.

Outra coisa importante que se tem dito é que é necesário actuar sobre a causa do exodo, mas até aqui outros interesses se levantam, o comércio ilegal de obras de arte, o comércio de armas, a possibilidade de compra de petróleo a preço de chuva, mais uma vez não sejamos hipócritas, existem muitos paises envolvidos em práticas deste tipo a quem interessam estas crises.

Vivemos num mundo cada vez mais ligeiro, em que cada um olha apenas para o seu umbigo, sejamos humildes ao ponto de aceitar que talvez um dia sejamos nós a precisar.

Imaginem apenas, que aqueles que têm saido do nosso pais, para trabalhar seriam alvo deste tipo de negociatas? quanto vale cada português no mundo? Quanto vale a vida humana? Seria possivel algum dia no mais sombrio dos nossos pensamentos atribuir valor a uma criança que morre nas margens do oceano?

A vida humana não tem valor, apesar de muitos lhe atribuirem quotas como se de gado se tratasse.

Tenhamos vergonha de nós próprios!!!  

 

1 comentário

Comentar post