Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E AGORA ??

O MUNDO VISTO PELOS MEUS OLHOS

OS FILHOS SÃO UM EMPRESTIMO DE DEUS

por ARMANDO CORREIA, em 16.09.16

 

maos_pai_e_filho

 

 José saramago dizia que os nossos filhos são um empréstimo.

“Filho é um ser que nos foi emprestado para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isso mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é expor-se a todo o tipo de dor, principalmente o da incerteza de agir corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo.”

*José de Sousa Saramago (1922 – 2010) foi um escritor, argumentista, teatrólogo, ensaísta, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português.

Na verdade hoje senti um pouco isso, ao levar o meu filho á escola, num ápice eles crescem e seguem de mochila ás costas pelos caminhos da vida e deixam saudades, saudades dos tempos em que o sentia aninhado nos meus braços, frágil.

E ai vai ele, já sem um dente.... a já não querer que os beijos sejam muito efusivos em frente aos colegas, com as botas que já levam atacadores em vez de fitas auto-adesivas, com aquela camisola que ele já quis escolher.

E sente-se que realmente aquele curso intensivo de amar que nos pede ao nascer serviu para aprendermos a verdadeira essência do amor, aquele amor que um dia vai ficar quando ele for com a mochila ás costas, o amor cresce e fica e vai ficando e ele vai indo, a trilhar o seu caminho.

E sente-se que se calhar é preciso outro "empréstimo" a começar do zero, para voltar a sentir aquele arrepio na espinha ao abraçar um ser pequenino acabado de vir ao mundo.

E por muito ridiculo que pareça no simples acto de entrada para a escola primária pensamos pela primeira vez que basta dar-lhe asas que ele um dia vai voar e o " ninho" vai ficar vazio, nunca vazio de amor, mas vazio da sua presença.

E este amor imenso e gigante e intenso e acutilante nunca acaba, nunca diminui, nunca se põe em causa.

Segue filho, com a tua mochila ás costas, se ela te pesar, estarei cá sempre para te amparar!

És o maior GONÇALO MARQUES.